fundo branco.png

O cansaço e a fadiga ainda persistem

fadiga e cansaço.png

A fadiga é um sintoma comum após infecções virais, como a Covid-19. Geralmente, é uma condição benigna que normalmente melhora após  duas ou  três semanas. No entanto, em alguns pacientes o quadro de fadiga pode se arrastar por meses e ser desencadeado após um esforço mínimo, como andar pela casa ou tomar banho.
Várias são as causas da persistência dessa fadiga e do cansaço pós-Covid, e mesmo nos pacientes com sintomas agudos leves e sem a necessidade de hospitalização, eles podem permanecer por mais tempo. Abaixo estão algumas das causas prováveis da fadiga e do cansaço crônicos:

●    Resposta inflamatória que ocorre no corpo pela infecção;
●    Período mais prolongado de internação hospitalar;
●    Maior gravidade com necessidade de internação em UTI;
●    Perda de vitaminas e minerais;
●    Perda de massa muscular;
●    Baixa aptidão física;
●    Estresse;
●    Sono inadequado;
●    Ansiedade e transtorno depressivo;
●    Alimentação de baixo valor nutricional, dentre outros.

Como melhorar a fadiga e amenizar o cansaço? 

●    A fadiga é sentida, mas não vista tão claramente, e talvez por isso seja mais difícil que outras pessoas percebam o impacto negativo que ela pode acarretar. Explicar aos familiares, amigos e colegas de trabalho sobre o que está acontecendo pode ser a melhor maneira de evitar um esforço acima do qual é possível fazer.
●    Trabalhe a higiene do sono. Dormir bem auxilia na recuperação do cansaço.
●    Aprenda técnicas de relaxamento ou realize atividades que trazem tranquilidade, buscando reduzir o estresse.
●    Planeje suas atividades e crie uma rotina. Considere suas prioridades e veja o que poderá ser delegado para que outras pessoas ajudarem, evitando a sobrecarga de trabalho nesse período de recuperação.
●    Nos dias em que estiver bem, evite excessos, mantenha a  rotina e programação. O excesso de um dia bom pode levar à exaustão no dia seguinte.
●    Priorize tarefas e faça aquelas mais importantes nos dias que estiver bem.
●    Ao priorizar as tarefas é poupada energia para as atividades mais importantes. Por exemplo, ao invés de sair para comprar algo, pedir para entregar em casa preserva energia para fazer outras atividades.
●    Sempre tenha um tempo para atividades consideradas agradáveis e prazerosas.
●    Manter-se ativo apesar do cansaço e da fadiga. Quanto mais tempo parado, maior o cansaço e fadiga. Atividades regulares evitarão uma perda maior da capacidade física além de ajudar a progredir gradativamente recuperação.
●    Tenha uma dieta saudável com consumo adequado de carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais.
●    Muitas pessoas relatam mal-estar após um esforço e outras contam que os exercícios os levaram a recaída dos sintomas. É preciso ser cauteloso com o corpo! Os exercícios serão fundamentais para sua a recuperação, mas deverão ser gradativos e respeitando suas limitações fisiológicas do pós-Covid.

Realizar uma avaliação médica e ter as orientações adequadas de uma equipe multidisciplinar qualificada ajudará a conquistar os objetivos de maneira mais rápida, eficaz e com segurança.
 

Clique nos sintomas

Falta de ar

Tosse

Fadiga e cançaso

Alteração de memoria

Dificuldade de engolir

Sem apetite

Alteração do sono

Medo e ansiedade

Olfato e paladar